terça-feira, 9 de maio de 2017

Vinhos em família (LXXIX) : um grande branco e um tinto de referência

Mais 5 vinhos (3 brancos, 1 tinto e 1 Madeira) provados em família, com os rótulos à vista e sem a pressão da prova cega. E eles foram:
.Qtª do Síbio 2015 (Real Companhia Velha) - com base em vinhas velhas, presença de citrinos e fruta cozida, notas amanteigadas, volume e final de boca médios. Gastronómico pede entradas fortes ou comida de tacho. Nota 16,5.
.Mirabilis Grande Reserva 2015 (Qtª Nova N. Srª do Carmo) - fresco e mineral, notas de fruta madura, acidez equilibrada, alguma complexidade, volume e final médios. Esperava mais. Nota 16,5+.
.Casa das Gaeiras Reserva Vinhas Velhas 2015 - com base na casta Vital em vinhas velhas; nariz contido, presença de citrinos, melão e fruta cozida, excelente acidez, notas fumadas e amanteigadas, algum volume e final de boca. Complexo e cheio de personalidade. Um grande branco que pode ser guardado ainda alguns anos. Nota 18.
De referir que o João Paulo Martins lhe dedicou uma página na revista E do Expresso. Este vinho está na mesma linha da colheita 2013, que incluí no meu TOP 10 de brancos 2014 e referi na crónica "Grupo dos 3 : (...) 1 branco surpreendente", publicada em 27/1/2015.
.CARM CM 2007 (garrafa nº 2252/4658) - com base nas castas Touriga Nacional (predominante), Touriga Franca e Tinta Roriz, vinificou em lagares com pisa a pé e estagiou 18 meses em barrica e 30 em garrafa; ainda com alguma fruta vermelha, aromas terciários, boa acidez, notas especiadas, complexidade, taninos presentes, corpo envolvente e final de boca extenso. Nota 18,5.
.Borges Malvasia 15 Anos (sem data de engarrafamento) - frutos secos, casca de laranja, ligeira acidez, notas discretas de caril e brandy, algum caramelo, taninos civilizados, volume e final de boca médios. Boa relação preço/qualidade. Nota 17,5.

2 comentários: