sábado, 13 de maio de 2017

Tapiscando...

Fui conhecer o tão badalado Tapisco (Rua D. Pedro V, 81), uma aposta do chefe Sá Pessoa nos petiscos e tapas ibéricas. A ementa contempla 12 Tapiscos, 5 Ovos, 5 Brasas e 5 Tachinhos, a preços nada meigos.
As mesas e os lugares ao balcão, onde me sentei com vista para a cozinha aberta, encontram-se despojados, apenas com toalhetes de papel onde se pode ler a ementa e guardanapos de pano, uma contradição. Ao todo, na sala e na cozinha, estavam 15 empregados, o que denota uma louvável preocupação com o serviço do cliente.
Quanto à componente vínica, inventariei na lista portuguesa 3 espumantes (1 a copo), 16 brancos (3), 18 tintos (4), 1 rosé (1), 4 Portos e 1 Madeira, enquanto que na espanhola constam 2 cavas (1), 6 brancos (1), 8 tintos (1), 1 rosé (1) e 5 Jerez, uma oferta mais que suficiente. Lamentavelmente os anos de colheita estavam omissos.
Optei por um copo do branco Nieva Verdejo 2014 - nariz austero, presença de citrinos e fruta madura, alguma acidez, gordura, volume e final de boca. Nota 16,5+.
Muito gastronómico, acompanhou bem a "Esqueixada de Bacalao" (com o bacalhau cru, tipo ceviche) e "La Bomba de Lisboa" (2 avantajados croquetes ligeiramente picantes, com puré de batata).
A garrafa veio à mesa, o vinho dado a provar num belo copo Riedel (modelo Bordeaux) e servido em quantidade generosa.
Serviço rápido, eficiente e simpático.
Apesar das contradições apontadas, recomendo e tenciono voltar, até porque fiquei vidrado numa fabulosa posta de bacalhau Riberalves, que passou por mim enquanto eu comia.

Sem comentários:

Enviar um comentário