terça-feira, 20 de abril de 2010

Críticos e divulgadores de vinhos

As minhas principais referências,desde a década de 90 até agora,são o José António Salvador(JAS) e o João Paulo Martins(JPM),veteranos no mundo dos vinhos.O JAS publicou o "Roteiro dos Vinhos Portugueses" de 1991 a 2003,fazendo actualmente crítica de vinhos na Revista Visão.Mas o seu ponto mais forte são as obras de divulgação do vinho,desde a publicação de "O Livro dos Vinhos" (Ed.Fragmentos) em 1989 até à obra monumental "Portugal Vinhos - Cultura e Tradição" (Ed.Circulo de Leitores,em 6 volumes),passando por,entre outras,"Os Autores dos Grandes Vinhos Portugueses" (Ed.Afrontamento) em 2003 e "16 Castas Portuguesas" (Ed.Jornal de Notícias) em 2005.
Quanto ao JPM,quanto a mim o crítico mais consistente da equipa da Revista de Vinhos (há quem diga que é,tal como O Expresso,uma instituição),iniciou-se com "Vinhos de Portugal 1995" (Ed.Dom Quixote) e não deixou de publicar até hoje.Já vão 16 Guias.É obra!Quanto a obras de divulgação,destaque para "O Vinho em Portugal" (Ed.CTT).
Mas,em abono da verdade,o 1º guia de vinhos publicado em Portugal,é do conhecimento de poucos enófilos.Chamava-se "Guia de Vinhos Portugueses 1990" (Ed.Herdade da Comporta),mais conhecido pelo Guia da Comporta.Os autores foram Ponte Fernandes e Nelson Heitor e publicaram este guia até 1994.
Na nova geração destaque para o Rui Falcão,com guias publicados conjuntamente com o Pedro Gomes e o Tiago Teles e,posteriormente,a solo.É seguramente o sucessor natural do JPM.E não são de desprezar alguns bloguistas muito atentos e intervenientes.Destaco aqueles que melhor conheço : o Rui Miguel (Pingas no copo) e o Nuno Garcia (Saca a rolha).
A terminar,seria injusto não referir 2 autores com obra publicada na Colares Editora : o veterano Ceferino Carrera,com "Vinhos de Portugal" e outras obras de divulgação e,mais recentemente,o Francisco Esteves com "Vinhos do Douro",uma obra de fôlego lançada em 2008,mas injustiçado pelas revistas da especialidade que o ignoraram completamente.Porquê?Por não ser da casa?

Sem comentários:

Enviar um comentário